Brechó + Casa

Fabio Rodrigues

Projeto: PC Lopes e Susana Montenegro

Ano: 2014

Status: Em obra

               O Casarão 54, localiza-se no centro de João Pessoa, em frente à Praça Venâncio Neiva, onde atualmente funciona Brechó Fábio Rodrigues e a residência do proprietário. Esta edificação do final do século XIX está circunscrito na Área de preservação rigorosa do Centro Histórico de João Pessoa sobre proteção do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (IPHAEP), que normatizam as propostas de intervenções dos imóveis do perímetro.

A proposta de intervenção consiste em manter os dois usos presentes, porém separando-os em edificações distintas dentro do lote.  O uso comercial continuará instalado no casarão, respeitando as pré-existências de relevância histórica e artística, com uma conformação espacial mais próxima da original, entretanto adaptando os ambientes ao uso atual e melhorando suas as condições de conforto ambiental.

A proposta para residência do proprietário é construir uma nova edificação ao fundo do lote, com uma clareza na distinção entre o antigo e o novo edifício, através da escolha dos materiais e das técnicas construtivas. E para atender a novos padrões de uso do espaço e suprir todo o programa de necessidades, foi necessária a construção de um primeiro pavimento.

Para a realização da nova estrutura, será necessário à demolição de algumas ampliações que o casarão sofreu ao longo do tempo, que hoje totaliza uma ocupação de 75,9% do lote. A fachada principal do imóvel será recomposta através da recuperação de seus elementos formais, e do redesenho das esquadrias com base em fotos e nos resquícios encontrados no casarão vizinho (geminado).                     

Planta baixa - Atual

Planta baixa - Proposta

O andar superior possui uma suíte e um escritório preparado para receber hóspedes, que estruturalmente apoiado sobre os muros laterais, permitiu que a sala e a cozinha localizadas no térreo ficassem totalmente integradas com o exterior da casa, garantidas pela transparência e abertura das esquadrias. No pavimento superior foram utilizadas esquadrias de madeira do tipo camarão, que permite uma abertura total, e controle da iluminação e ventilação natural, quando fechadas, através dos tabiques de pivô.

Planta baixa do1° pavimento - Proposta

Planta de coberta - Proposta

Corte longitudinal - Proposta

Corte longitudinal - Atual

Nos siga nas redes sociais.

© 2017 Oficina Espacial